top of page
  • Foto do escritorAero Latina

Comandante da Aeronáutica participa de Simpósio Espacial nos EUA

"Evento, realizado no estado do Colorado, reuniu líderes da área espacial de vários países do mundo para discutir, abordar e planejar o futuro do espaço"


O Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior, participou do 36º Space Symposium, principal encontro da comunidade espacial global. O evento ocorreu em Colorado Springs, nos Estados Unidos da América (EUA), de 23 a 26 de agosto, reunindo líderes da área espacial de vários países do mundo para discutir, abordar e planejar o futuro do espaço.


Paralelamente ao Simpósio, o Tenente-Brigadeiro Baptista Junior realizou reuniões com diversas lideranças americanas da área de espaço. O primeiro encontro, na quarta-feira (25), foi com o Comandante do Space Command (Comando Espacial), General James H. Dickinson. O Comando Espacial recentemente atingiu sua Initial Operational Capability (Capacidade Operacional Inicial). Na agenda, foram tratados temas tais como a reestruturação do setor espacial americano, o Programa Espacial Brasileiro, bem como as possibilidades de cooperação na área espacial e de capacitação de militares brasileiros.


!Evento, realizado no estado do Colorado, reuniu líderes da área espacial de vários países do mundo para discutir, abordar e planejar o futuro do espram discutidas as possibilidades de parceria entre Brasil e EUA na arena espacial, com destaque para a construção de capacidades relacionadas à Consciência Situacional Espacial. O General Raymond afirmou que o Brasil é um parceiro estratégico e fundamental no hemisfério ocidental. O Tenente-Brigadeiro Baptista Junior explicou os diferentes segmentos espaciais brasileiros e as possibilidades do Centro Espacial de Alcântara (CEA). Entre os pontos que despertaram interesse mútuo estão a possibilidade de compartilhar informações de objetos em órbita e o desenvolvimento de capacidades próprias de rastreio pelo Comando da Aeronáutica.

O último encontro de quarta-feira foi com representantes do Departamento de Defesa, da Secretaria da Força Aérea, da The United States Space Force (Força Espacial dos Estados Unidos) e da United States Space Command (Comando Espacial dos Estados Unidos). Após as apresentações, foram debatidos temas como: oportunidades de parcerias em Pesquisa e Desenvolvimento; Consciência Situacional Espacial; acordos vigentes entre Brasil e Estados Unidos; possibilidade de cooperação na obtenção de capacidades de detecção de objetos no espaço; viabilidade de intercâmbio de pessoal e conhecimento; bem como a confirmação da participação na Operação Global Sentinel 2022, a ser realizada nos Estados Unidos.


Nessa quinta-feira (26), o Tenente-Brigadeiro Baptista Junior participou, ainda, de uma reunião com o objetivo de acelerar acordos de cooperação bilateral entre as Forças Aéreas do Brasil e dos Estados Unidos, a fim de desenvolver futuros projetos conjuntos alinhados com o mútuo interesse das partes, abrangendo a possibilidade de aperfeiçoar ou prover novas capacidades militares.


O Comandante da Aeronáutica, após participar do seminário com outros 22 comandantes de Forças Aéreas e Espaciais de países amigos, destacou a importância do evento. “Encerramos, hoje, três dias de muitas informações e ricas interações com a comunidade espacial mundial e seus líderes, no 36º Simpósio Espacial. Tais conhecimentos nos serão muito importantes no aperfeiçoamento de nosso Programa Espacial”, comentou o Comandante.


Nos Estados Unidos, o Comandante da Aeronáutica visitou, também, na sexta-feira (20), o Pentágono americano, sede do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, em Washington (EUA).


iado em 1984, o Space Symposium vem crescendo nos últimos anos e tornou-se reconhecido como o principal fórum de políticas e programas espaciais dos EUA, além de uma oportunidade para troca de informações e interação entre todos os setores do espaço.


O Simpósio conta com a participação de representantes de todos os setores do sistema espacial: Oficiais-Generais da recém criada The United States Space Force (Força Espacial dos Estados Unidos); do United States Space Command (Comando Espacial dos Estados Unidos); organizações militares, de segurança cibernética e governamentais; instituições de pesquisa e desenvolvimento; think tanks; empreendedores espaciais; astronautas; viajantes espaciais privados; além de profissionais da mídia que educam o público em geral sobre os assuntos do espaço.


Fotos: Capitão Roque / GABAER; e Space Foundation.

Fonte: Agência da Força Aérea


0 comentário

Comentarios


bottom of page