top of page
  • Foto do escritorAero Latina

Comandante da Aeronáutica ministra palestra na RAC 2023


O evento, que começou no dia 18/04, na Base Aérea de Santa Cruz, reúne Esquadrões de todo o Brasil

O Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Marcelo Kanitz Damasceno, participou, nesta quinta-feira (20/04), na Base Aérea de Santa Cruz (BASC), no Rio de Janeiro (RJ), da 78º edição da Reunião da Aviação de Caça (RAC), que acontece desde o dia 18/04. Na ocasião, o Tenente-Brigadeiro Damasceno falou sobre o tema Game Plan — Legado, Presente e Perspectivas.


“Quero renovar aqui as palavras da minha honra e do meu orgulho como Comandante presidir pela primeira vez uma Reunião de Aviação, não podia ser diferente da nossa Aviação de Caça. Em um momento como esse só dá uma vontade: seguir em frente e trabalhar pela nossa Força e, principalmente, pela missão que nós fazemos, que é uma missão pela Aviação de Caça, que representa a essência da nossa Força”, pontuou o Comandante Damasceno.


Durante a solenidade, o ex-Comandante da Aeronáutica e ex-Comandante do Primeiro Grupo de Aviação de Caça (1º GAVCA), Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista, recebeu uma homenagem do Comandante da FAB, alusiva ao início das celebrações dos 80 anos do Grupo de Aviação de Caça.


Quem esteve no evento desde o primeiro dia, pôde participar dos simpósios: Intercâmbio de T-38 na United States Air Force (USAF) e International Flight Training School (IFTS), palestras sobre "Atualização e perspectivas do projeto F-39", além de outras atividades.


Formado no ano passado, o Tenente Aviador Lucas Gabriel Santos, que participa pela primeira vez da RAC, destacou a importância do evento. “As palestras mostraram o quanto a Força Aérea trabalha para se manter atualizada e na linha de frente do que há de mais moderno na Guerra Multidomínio, na qual a interoperabilidade entre as Forças é vital para o sucesso, e cito exemplos como a implantação do F-39 Gripen, com toda a complexidade na formação dos pilotos e na certificação da aeronave, bem como a criação e implantação do Link BR2, cuja finalização acarretará em um salto de tecnologia muito importante”, contou.


Ópera do Danilo

Também nesta quinta-feira (20/04), foi realizada a encenação da “Ópera do Danilo” pelos membros do Primeiro Grupo de Aviação de Caça (1º GAVCA). Com expressões cheias de coragem, sagacidade e humor, todos os presentes puderam relembrar, entender e admirar a história do Tenente Danilo Moura durante o conflito histórico na Itália.


“Eu já assisti essa Ópera em outros lugares, mas não existe coisa mais bonita e mais tocante do que assistir aqui, no auditório da BASC”, disse o Presidente da Associação Brasileira de Pilotos de Caça (ABRAPC), Brigadeiro do Ar Teomar Fonseca Quírico.


A célebre "Ópera do Danilo" narra o que um homem pode fazer quando tem vontade, perseverança, coragem, esperteza e, sobretudo, patriotismo.

Danilo Marques de Moura, por influência de seu irmão Nero Moura, que viria a ser Comandante do Primeiro Grupo de Aviação de Caça, resolveu ser aviador e ingressou como voluntário no Grupo como Tenente. Esta ópera conta sua façanha ao escapar dos alemães e fascistas italianos, após ter sido abatido pela artilharia antiaérea, quando atacava uma locomotiva em uma estação ferroviária a leste da Cidade de Verona, no dia 4 de março de 1945.


A Ópera foi composta pelo Tenente Luiz Felipe Perdigão Medeiros da Fonseca. Aproveitando a veia artística dos Jambocks, propôs que se fizesse uma partitura de ópera contando a extraordinária aventura do companheiro que retornava.


Dia da Aviação de Caça


O ponto alto da programação da RAC 2023 foi nesta sexta-feira (21/04), com a cerimônia militar do Dia da Aviação de Caça, celebrado em 22 de abril, em alusão à data em 1945, quando uma grande ofensiva dos Jambocks contabilizou 44 decolagens em 11 missões em um único dia. Ao fim do dia, o Grupo destruiu mais de 100 alvos. Foi o dia com o maior número de missões de combate despachadas durante a participação da FAB na Segunda Guerra Mundial.



Fonte: Agência Força Aérea, por Aspirante Mônica Lopes

Fotos: Sargento P. Silva / CECOMSAER

Comments


bottom of page