top of page
  • Foto do escritorAero Latina

Airbus A350 da Japan Airlines em chamas após colisão com aeronave da Guarda Costeira


Airbus A350 da JAL em chamas no Japão
Airbus A350-900 da JAL em chamas no aeroporto internacional de Haneda após choque com avião da Guarda Costeira. Foto: Aviation Herald

Um Airbus A350-900 da Japan Airlines (JAL), sob matrícula JA13X5 ficou completamente destruído depois que a aeronave se chocou com outra aeronave em solo e explodiu em chamas após pousar no Aeroporto Internacional de Haneda (HND) no Japão.


O Airbus A350 colidiu com uma aeronave, modelo DHC Dash 8-300 MPA, sob matrícula JA722A, da Guarda Costeira Japosena que estava sendo usada para entregar ajuda a uma região do Japão atingida por um terremoto no dia 1º de janeiro de 2024.


Vídeos e fotos compartilhadas nas redes sociais mostraram o jato da Japan Airlines envolto em chamas enquanto os passageiros abandonavam a aeronave.


Airbus A350 da JAL em chamas no Japão
Câmeras de monitoramento do aeroporto registraram o momento do acidente. Foto: Redes Sociais

De acordo com o JAL, todas as 379 pessoas no avião de passageiros conseguiram escapar usando escorregadores de emergência que foram ativados depois que o A350 parou.


Cinco tripulantes que estavam a bordo do Dash 8 da Guarda Costeira foram infelizmente confirmadas como mortas, segundo informações, o capitão da aeronave escapou com ferimentos graves.


O voo 516 deixou o Aeroporto New Chitose (CTS), situado em Chitose e Tomakomai, Japão, servindo a área metropolitana de Sapporo no dia 2 de janeiro, pouco antes das 16h30, horário local, e pousou no Aeroporto de Haneda às 16h47.



Após o incidente, o aeroporto foi imediatamente fechado e as equipes de emergência foram acionadas, se deslocando até o local para oferecer apoio médico.


O gabinete do Primeiro-Ministro do Japão emitiu um comunicado, informando que “nenhum esforço seria poupado para salvar vidas e resgatar vítimas” e que informações serão fornecidas ao público o mais breve possível.

 

A Guarda Costeira iniciou uma investigação para tentar determinar o que causou a colisão.


Fonte: AeroTime

Tradução e adaptação: AeroLatina

Comments


bottom of page