top of page
  • Foto do escritorAero Latina

A321 da Airbus voa com combustível de aviação 100% sustentável



O A321neo é o primeiro avião de corredor único da Airbus a testar 100% SAF em ambos os motores.
O combustível de aviação sustentável (Sustainable Aviation Fuel - SAF) é um elemento-chave para a redução dos níveis de carbono no transporte aéreo. A Airbus continua testando o biocombustível para aviação com uma nova campanha de ensaios em voo denominado “VOLCAN”, usando as aeronaves da Família A320 mais vendidas.

Um A321neo decolou nesta quinta-feira (9) da sede da Airbus em Toulouse, França, com ambos os motores movidos com 100% de combustível de aviação sustentável (SAF), sem qualquer mistura. Desde o final de fevereiro, a aeronave está sendo acompanhada de perto por um Falcon 20E, com a missão de coletar informações e dados sobre as emissões de CO2 e não-CO2 e a criação de rastros.


Os voos do A321neo são a mais recente demonstração do projeto VOLCAN, sigla de "VOL avec Carburants Alternatifs Nouveaux", sigla francesa para “Voo com novos combustíveis alternativos”.


Voo em formação com nossos parceiros


Os parceiros do projeto VOLCAN, da Airbus são as empresas aeroespaciais francesas Safran e Dassault Aviation, juntamente com o laboratório de pesquisa aeronáutica ONERA e o Ministério dos Transportes francês. O projeto é cofinanciado pelo CORAC, o Conselho Francês de Pesquisa Aeronáutica Civil.


O A321neo equipado com motores LEAP-1A da CFM International está sendo utilizado para os testes mais recentes e oferece mais uma oportunidade para avaliar os benefícios potenciais do SAF não misturado em relação ao combustível de aviação convencional. Este A321neo é a primeira aeronave de corredor único e a mais recente aeronave da Airbus em geral, seguido do A350 e do A330MRTT, a testar combustível de aviação 100% sustentável em ambos os motores.


Para coletar as informações importantes deste voo, uma “aeronave de pesquisa”, um jato Dassault Falcon 20E altamente modificado do Centro Aeroespacial Alemão, DLR, fica posicionado a cerca de 100 metros do A321neo, usando os sensores de “testbed” (mesa-de-teste) para capturar dados de emissões para uma análise mais detalhada.



SAF não misturado para os voos VOLCAN


As avaliações do VOLCAN estão focadas nas emissões de SAF não misturado, que ao contrário das misturas de SAF que estão sendo cada vez mais usadas na aviação hoje, não é misturado com nenhum combustível fóssil.


Analisar o desempenho do SAF não misturado e sua promessa na redução de emissões (CO2 e não-CO2) é um passo importante para a descarbonização da indústria da aviação, e a Airbus está mais uma vez, assumindo um papel fundamental nessa pesquisa voltada para o futuro.


Atualmente, todas as aeronaves comerciais e militares da Airbus, bem como os helicópteros, são capazes de voar com uma mistura de até 50% de SAF. O objetivo é garantir 100% de capacidade SAF até 2030 desses produtos. Com o potencial de reduzir as emissões em até 80% em comparação com o combustível de aviação tradicional, destaca as imensas possibilidades de uso do SAF no setor de aviação.


Fonte: Airbus

Comments


bottom of page